quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Dois jovens americanos acusam bispo batista de abuso de poder para seduzi-los

Os americanos acusam o bispo batista Eddie Long de coagi-los a ter relações sexuais quando eram membros de sua congregação.

Dois homens entraram com processo na justiça acusando o bispo Eddie Long de explorar seu papel como pastor na área de uma grande igreja na região de Atlanta para coagi-los a ter relações sexuais quando eram membros de sua congregação.

O advogado dos rapazes, hoje com 20 e 21 anos, disse que eles abriram o processo nesta terça-feira na corte do condado de DeKalb.

O advogado do pastor, Craig Gillen, disse que ele "categoricamente nega as acusações".

Os rapazes tinham 17 e 18 anos, e eram membros da Igreja Batista Missionária do Novo Nascimento em Lithonia, quando dizem que Long tirou proveito de sua autoridade espiritual para seduzi-los com carros, dinheiro, roupas, joias, viagens internacionais e acesso a celebridades.

Fonte: Folha Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário