terça-feira, 28 de setembro de 2010

Tráfico leva pastor para a prisão

O pastor Márcio Henrique da Silva Vieira, 24, da igreja evangélica Deus é Amor, foi preso depois de fugir 2 vezes do cerco policial em Ribeirão Cascalheira (900 km a leste de Cuiabá).

Ele é investigado por tráfico de drogas em toda região do baixo Araguaia.

Segundo o delegado Marcos Leão, em uma abordagem da Polícia Militar, dias antes da prisão, no veículo do pastor foram encontrados 53 gramas de pasta-base de cocaína e vários papelotes com resíduos de drogas. Na ocasião, ele abandonou o automóvel e se escondeu no mato escapando do cerco policial.

Na terça-feira (21), uma equipe de policiais civis de Água Boa (730 km a leste de Cuiabá) tentaram prender o pastor na igreja, mas ele acabou fugindo pela segunda vez.

Durante investigações, a Polícia Civil descobriu que Márcio usava a igreja para comercializar drogas. Ele se aproveitava dos deslocamentos "a trabalho", para abastecer a clientela, andando em um dia mais de 200 km. Como haviam vários pontos de pregação em municípios e regiões mais distantes, Márcio demorou a levantar suspeitas.

Além de Água Boa e Ribeirão Cascalheira, eram abastecidas por ele a região de Espigão do Leste (povoado conhecido como Baianos), situado na BR-080, e São José do Xingu (1.200 km a nordeste de Cuiabá). Em depoimento ele negou que fosse traficante. Disse apenas que é usuário de drogas e que comprou uma grande quantidade, apreendida em seu veículo, para uso próprio.

Segundo o delegado, depois da prisão dele, surgiram membros da igreja comentando que já desconfiavam do pastor. Mas antes, nenhuma suspeita da direção da igreja foi oficializada. Márcio já responde a inquérito policial por tráfico de entorpecentes.

Fonte: Gazeta Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário