terça-feira, 30 de março de 2010

ESPIRITUALIDADE É TEMA ENTRE FAMOSOS NA PRÉ-ESTREIA DO LONGA SOBRE CHICO XAVIER

Espiritualidade, espiristimo, fé, compaixão foram os temas da noite da pré-estreia do filme “Chico Xavier”, nesta segunda-feira (29/3), em um shopping da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.Boa parte do elenco e dos artistas que compareceram ao lançamento do longa-metragem, dirigido por Daniel Filho, definem-se como espiritualistas e admiram a figura de Chico Xavier, que completaria 100 anos, no dia 2 de abril.Até mesmo o ator Nelson Xavier, que se considera ateu, diz que o filme o fez perceber a importância da fé. Xavier interpreta o médium no período entre 1969 e 1975. “Acho que me tornei uma pessoa melhor. Minha mãe era espírita e eu nunca prestei atenção. Agora, com o filme, percebi que precisamos prestar mais atenção nesses assuntos de fé.”Já o ator Ângelo Antônio, que interpreta o médium na juventude, conta que apesar de ter formação católica, tem grande interesse por assuntos religiosos e existenciais.Para compor seu personagem, Ângelo Antônio conta que fez extensa pesquisa sobre Chico Xavier. Percorreu lugares onde o espírita viveu, leu as obras de Allan Kardec e conheceu pequenos centros espíritas de Minas Gerais. “No início, dormia com a luz acesa. Cheguei a sentir a presença de espíritos e fiquei com um pouco de medo”, revela o ator, que não se considera um espírita.Ângelo Antônio, que está namorando a atriz Juliana Didone, relembra que sua tia em Curvelo, Minas Gerais, levava-o a centros espíritas. “Esse filme recuperou momentos da minha infância. O filme nos faz pensar na solidariedade, que está esquecida.”Quem faz coro ao ator é Cássia Kiss. Além de participar do longa, a atriz está no elenco da novela “Escrito nas Estrelas”, da Globo, que também aborda o plano espiritual e a vida após a morte. “O espiritismo é um tema que me agrada. Gosto de ir a um centro espírita de cura na Gardênia (Jacarepaguá, no Rio). Sempre que vou sinto uma satisfação enorme. Na novela, interpretarei uma desencarnada. Na minha visão, é uma mulher infinitamente mais feliz. Sem salto alto, mentiras e desgraças”, conta a atriz.Cássia chegou a conhecer Chico Xavier, em 2002, ano em que o médium faleceu. “Estávamos (Antonio Fagundes e Leonardo Brício) apresentando a peça 'Últimas Luas', em Uberaba. Lá, recebemos o convite para ir até a casa dele e conhecê-lo. Foi a pessoa mais humilde que já conheci. Foi uma experiência maravilhosa”Para a atriz Christiane Torloni, não há dúvidas de que a espiritualidade faz parte de sua vida. “Voltei ao Brasil, justamente para fazer a novela ‘A Viagem’, mas não me considero espírita."A atriz Letícia Sabatella, que vive a mãe do médium, também diz acreditar no espiritismo e não ter preconceitos com as diferentes religiões e doutrinas. “Minha avó Jacyra, de 99 anos, é médium. Meu pai e minha tia também são espíritas. Em Curitiba, eu ia ao centro espírita, e, em Minas, rezava o terço com a minha outra avó."Giovanna Antonelli, que vive a madrasta do médium, também se considera uma pessoa sem preconceitos. "Acredito em tudo até que se prove o contrário. Sou uma pessoa de fé", diz a atriz que assistiu ao filme pela primeira vez. "Achei lindo e emocionante. Chorei e ri durante a exibição."Para o ator Carlos Vereza, médium e frequentador do centro espírita Lar de Frei Luiz, que também está na novela "Escrito nas Estrelas", as obras espíritas que foram e vêm sendo lançadas nos últimos anos são sinais de que o mundo espiritual está dando um basta ao consumismo e o individualismo na terra. Fonte UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário