quarta-feira, 20 de abril de 2011

Após "mensagem divina", homem persegue jovem e é preso no RJ

Suspeito contou ter recebeido 'mensagem de Deus' para casar com a jovem. Delegada disse que homem já tinha mandado de prisão por furto.

Um homem de 27 anos foi preso suspeito de perseguir uma menina de 13 anos em Nilópolis, na Baixada Fluminense. A prisão foi realizada nesta terça-feira (19) em uma rua do município depois que a mãe da adolescente foi à delegacia denunciar o homem, que já tinha um mandado de prisão pendente por furto.

Segundo a delegada da 57ª DP (Nilópolis), Leila Goulart, o suspeito disse em depoimento que recebeu uma mensagem divina para se casar com a menina. “Ele disse que estava sentado na calçada, quando a menina passou olhando para ele. Foi quando eles ‘conversaram em pensamento’ e, nesse momento, segundo ele, Deus enviou uma mensagem determinando que ele se casasse com a jovem, falando que a jovem era a mulher de sua vida”, conta a delegada.

No entanto, de acordo com Leila Goulart, o suspeito corria atrás da menina há mais tempo. “No domingo a menina foi para a igreja. Quando ela sentou no banco, percebeu que um homem sentou ao lado e ficou olhando obsessivamente para ela. Assustada, a menina trocou de banco, mas não adiantou. Ao fim do culto, ela se dirigiu para o pátio da igreja onde o suspeito continuou a persegui-la”, explica.

Ao perceber o constrangimento da jovem, o pastor da igreja ainda tentou intervir e foi ameaçado pelo suspeito, que continuou a seguir a menina até sua casa. Desde então, segundo o depoimento da mãe da adolescente, o homem insistiu em perseguir a menina. “Ele foi atrás. Batia na casa dela, pedindo para casar com ela”, disse Leila Goulart.

Suspeito diz ter ódio de pastor

Ainda de acordo com a delegada, o suspeito não quis falar com ninguém. “Perguntamos se ele queria falar com algum familiar e ele disse que não queria se comunicar com sua família, porque ninguém gostava dele”, disse.

“Ele disse que tem ódio do pastor e ainda o acusou de ser o responsável pela denúncia na delegacia. Ainda segundo ele, o pastor não deveria ter feito isso já que ele tinha recebido uma mensagem de Deus e que aquela era a mulher de sua vida”, finaliza Leila Goulart.

O suspeito irá responder pelos crimes de furto e perturbação do sossego alheio. O caso foi registrado na 57ª DP (Nilópolis).

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário